quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Projeto Jogo Justo

O projeto Jogo Justo, idealizado por Moacyr Alves Júnior, busca diminuir a carga tributária nos jogos importados vendidos aqui no Brasil. A intenção é mostrar por meio de um relatório baseado em informações comerciais de desenvolvedores e lojistas que o mercado de games nacional tem um enorme potencial. Como comparação, será utilizado o que ocorreu no México, quando o mercado de jogos cresceu oito vezes após a diminuição da carga tributária.

O Jogo Justo visa diminuir o preço dos games, dos aparelhos de videogame e de seus periféricos, fazendo assim com que o consumidor final tenha cada vez mais contato com os games, forma de cultura cada vez mais disseminada do mundo. Como consequência disto, o mercado nacional irá se desenvolver, além da possibilidade de mais produtoras se instalarem no Brasil, gerando de uma forma gradativa, mais empregos no setor.

O Projeto Jogo Justo foi criado dentro de uma comunidade e independe de ordem política, empresarial e da geração de lucros. Começou a ganhar forma no segundo semestre de 2010 e no mês de novembro encontrará seu primeiro desafio, quando mostrará todo o seu potencial para a Receita Federal.

Durante uma conversa em Brasília, serão apresentados os benefícios de se diminuir a carga tributária dos jogos vendidos no Brasil, onde os games passariam de R$ 250 para R$ 99. Caso seja aprovado pela Receita Federal, o plano poderá entrar em vigor já no início de 2011.

7 comentários:

Luciano.ar disse...

yes, #jogojusto.

David disse...

yes, #jogojusto x2.

Alexo Maravalhas disse...

O Jogo Justo, de certa forma, pretende também ser "socializador" do jogo eletrônico que ainda é bastante elitizado.

André Luiz Oliveira disse...

É, Alexo. Acho que vai ser algo natural de acontecer assim que tudo isso chegar a seu resultado que acho ser inevitável.

Acho que a futura "sociedade gamer" do Brasil pode ser fruto dessa iniciativa.

Moa neles! Jogo justo neles! (Politiquei bonito agora, né não? Heim? Heim?)

André Luiz Oliveira disse...

Acho... Acho... Acho...
Acho nada não. Tenho certeza!!
:D

Alexo Maravalhas disse...

Politicou, nada! rs E, afinal de contas, uma proposta como essa, com essa proporção de atuação, deve muito a interesses (políticos), não é? A "nossa" parte fazemos contribuindo/esclarecendo do que realmente se trata o produto "videogame", quero dizer, concordo que ele entra bastante na esfera da cultura, embora também considerado "meramente" entretenimento.

Abraço

Alexo Maravalhas disse...

E um adendo:

http://www.jogojusto.com.br/2010/09/video-sobre-como-sera-o-dia-do-jogo-justo/

Moacyr Alves avança com esclarecimentos sobre como será o Dia do Jogo Justo, as dificuldades que devem ser inúmeras, e o apoio que todos nós devemos fazer. Criticar é fácil, principalmente quando há desconhecimento.

A melhor coisa, no momento, é divulgação, união e também esclarecimento.

[s] Alexo

Início | Blog | Glossário | Fotografia virtual | Site
Feed: Postagens | Comentários
| Glossário | Fotos | ?
Verbetes indicados com † estão incluídos em nosso glossário